Simões Filho: Vendedor ambulante morre atingido por bala perdida durante assalto as Casas Bahia

Tiroteio terminou com uma pessoa morta e outra ferida no Centro de Simões Filho. Seis homens e uma mulher, planejaram o assalto por meio de um grupo de WhatsApp.

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Seis homens e uma mulher, planejaram o assalto por meio de um grupo de WhatsApp.

Um vendedor ambulante morreu e um homem ficou ferido nas costas após serem atingidos por balas perdidas durante uma tentativa de assalto a loja Casas Bahia, por volta das 18h desta quarta-feira (08/11), no centro de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS. O trabalhador identificado como Anderson da Silva Portela, 22 anos, entrou para uma estatística cruel em Simões Filho.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (22ª CIPM/Simões Filho), um grupo formado por seis homens e uma mulher invadiram a loja localizada na Avenida Rui Barbosa. Após denúncias de populares, um pelotão de moto, juntamente com guarnições do centro, chegou no local exatamente no momento em que os bandidos estavam saindo da loja, e ao avistarem a polícia, os indivíduos efetuaram vários disparos contra os agentes. A PM informou que devido à grande quantidade de pessoas presentes na calçada não revidou a ação e chamou reforços das guarnições da Pelotão de Emprego Tático Operacional – PETO e Ronsdesp.

“Os policias foram ao local e avistaram três indivíduos com armas e sacolas na mão, que ao perceberem a presença dos polícias empreenderam fuga, disparando diversos tiros para trás, atingindo duas pessoas”, detalhou o Tenente Bastos.

Baleados foram socorridos para o Hospital Municipal

Ainda segundo informações da PM, os disparos efetuados pelos bandidos acabaram acertando dois trabalhadores. São eles: o vendedor de uva, Anderson da Silva Portela, 22 anos, morador do Bairro Km 30 e  Luiz Carlos Ferreira da Silva, 27 anos, do Bairro Km 25. As vítimas foram socorridas imediatamente para o Hospital Municipal de Simões Filho. Anderson foi baleado por um disparo no abdômen e não resistiu ao ferimento, vindo a óbito. Já Luiz foi atingido de raspão na região das costas, e segue internado na unidade de saúde, mas não corre risco de morrer.

CRIME

Anderson, 22 anos, chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos

Anderson trabalhava como vendedor ambulante, comercializando uvas em frente à loja de eletrodomésticos. Populares informaram que o jovem havia acabado de sair para comprar um lanche, quando foi atingido pelo disparo. “Eu presenciei esse acontecimento e foi horrível a situação. Ele correu assustado e o tiro pegou nele. Foi uma cena desesperadora. Parecia filme de faroeste”, lamentou uma testemunha.

Na calçada onde aconteceu o crime, sempre há grande concentração de vendedores ambulantes e clientes. A vítima era bastante conhecida por quem passava por lá todos os dias. “Era um rapaz trabalhador. Isso é lamentável e revoltante”, completou.

Testemunhas contaram à polícia que os criminosos entraram no local armados, anunciaram o assalto,  ameaçaram os funcionários e encheram duas sacolas com uma variedade de aparelhos celulares e tablets.

Bastante assustados, funcionários e clientes apenas se esconderam dentro do estabelecimento no momento do ato criminoso. Na calçada onde as vítimas foram atingidas, houve pânico e correria, vários ambulantes e transeuntes tentaram se abrigar de alguma forma para se proteger.

PRISÕES

Conforme o Tenente Bastos, durante a ação, os policiais conseguiram prender um dos acusados, identificado como Lucas Gama da Silva, 18 anos, morador do Bairro Alto do Cabrito, em Salvador. Com ele foram apreendidos um revólver, 193 celulares e 11 tablets, fruto do assalto. O acusado contou aos policiais, que eles organizaram o assalto por meio de um grupo de WhatsApp, onde participaram seis homens e uma mulher, que fugiram em duas motos e um Pegeout Prata.

Equipes da 22º Companhia Independente da Polícia Militar e da Rondesp realizaram buscas nas redondezas, e prenderam outro suspeito de participar do crime, que não teve a identidade revelada. “Todo material bem como os indivíduos foram apresentados na 22ª DT para adoção das medidas cabíveis”, informou o oficial.

Produdos apreendidos foram levados para 22ª DT, em Simões Filho (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

PROTESTO

Por volta das 21h desta quarta-feira (08/11), um protesto foi  realizado em frente ao Cemitério São Miguel, na Avenida Elmo Serejo de Farias. Um grupo de manifestantes atearam fogo em pneus e objetos, o que resultou em um congestionamento de veículos na região. Informações dão conta de que o protesto ocorreu por causa da morte do vendedor ambulante.

NOTA DAS CASAS BAHIA

A rede confirma que na noite de quarta-feira (08/11), houve uma tentativa de assalto em sua unidade localizada em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador. Nenhum colaborador ou cliente se feriu.  A loja segue funcionando normalmente e a empresa está colaborando com as investigações junto aos órgãos competentes.

Lamento e revolta em redes sociais

Em redes sociais, algumas pessoas comentaram a morte do ambulante.

“Lamentável, Deus tenha misericórdia. Que Ele console e conforte os familiares do jovem. Coitado, que descanse em paz”.

“É sempre assim, só pra destruir uma família. Revoltante”.

“Quando isso vai parar meu Deus. Que mundo é esse”

Foto: Débora Souza/Simões Filho Online
Foto: Débora Souza/Simões Filho Online