Simões Filho: Garota de 15 anos desaparece após visitar a mãe

Autor: Redação

Publicada em


Uma garota de 15 anos está desaparecida desde a manhã da última quinta-feira (15/11), logo após avisar a madrinha que estava retornando para sua casa, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Já são dois dias sem notícias. A família vive dias de angústia e se pergunta: o que teria acontecido com a garota?

A estudante Jamile Oliveira da Silva passou o feriado que comemora o Dia da Proclamação da República do Brasil na casa da mãe, localizada no bairro da Ribeira, região da cidade baixa, em Salvador.

De acordo a família, Jamile mora com a madrinha no bairro Luis Eduardo Magalhães, conhecido como Barreiro, em Simões Filho, mas na última quarta-feira (14/11), foi visitar a mãe na capital. Lá ela passou a noite, e na manhã do dia seguinte – por volta das 11h30 – desapareceu a caminho do ponto de ônibus, onde embarcaria em um coletivo para retornar para sua residencia em Simões Filho.

A madrinha de Jamile, a Técnica de Enfermagem, Daiane Castro, de 36 anos, cria a menina desde bebê. Ela conversou com a reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE, e revelou detalhes de uma busca desesperada pelo paradeiro da garota.

Desde então, foram dias e dias percorrendo delegacias, hospitais, postos de saúde e o próprio IML em busca de Jamile, mas nenhuma pista sobre a garota.

“Não faço ideia do que pode ter acontecido. Ligamos para alguns amigos dela, mas sem sucesso. Nenhuma informação que nos leve até Jamile”, comentou a madrinha.

Como a menina não tem celular, a madrinha ligou para algumas amigas dela, mas foi informada de que ela não tinha comparecido a a casa nenhuma delas.

Daiane Castro também informou que não percebeu alteração no comportamento de Jamile, que estuda no Colégio Municipal Padre Luiz Palmeira, localizado no centro da cidade.

“Pedimos a todos que tiver alguma informação que entre em contato com a família que se encontra desesperada no momento”, revelou Daiane.

A família registrou o desaparecimento dela na Delegacia de Proteção a Pessoa (DPP). Quem tiver informações envie um WhatsApp: 71 98652-3364