SIMÕES FILHO: Insatisfeito com a situação do Hospital, Dinha revela que poderá encerrar contrato com a APMI

Durante entrevista, o prefeito disse que está acompanhando de perto o trabalho da APMI.

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Foto Reprodução

Os problemas administrativos enfrentados pelo Hospital Municipal de Simões Filho, que tem sido alvo de criticas por parte da população da cidade, foram abordados pelo prefeito Diógenes Tolentino – Dinha (MDB), durante o evento de nomeação do novo Secretário de Desenvolvimento Economico.

Enquanto falava do compromisso da sua gestão em pagar em dias os funcionários e fornecedores da prefeitura, e não aceitar que as empresas terceirizadas atrasem o salário dos funcionários e prestem um mal serviço, pois recebem o pagamento da prefeitura em dias, Dinha citou a empresa APMI responsável pela administração do hospital e revelou sua insatisfação com o trabalho desenvolvido pela instituição, que segundo ele, já fez a troca de todo corpo administrativo na semana passada devido solicitações feitas por ele.

Foto: Simões Filho Online

Durante entrevista, o prefeito disse ainda, que está acompanhando de perto o trabalho da APMI e tem cobrado a melhoria na prestação do serviço desenvolvido pela terceirizada e caso não haja avanços irá romper o contrato.

“Estou atento a todos os órgãos e ações do nosso governo e a APMI, a gente tem colocado sempre nas reuniões que é preciso investir em equipamentos, e não permitir que falte lençol e outras coisas básicas. Tem outras situações que tenho observado ao longo desses meses e a gente vem apontando e não via evoluir. Quando notei que não havia avanços, chamei e exigir que houvesse mudanças no comportamento administrativo para que a APMI pudesse continuar. Estou observando ao longo dos próximos meses e se permanecer a mesma conduta, nós vamos estar observando o contrato e dar um fim a essa parceira com a APMI”, informou o prefeito demonstrando muita insatisfação com a atual situação.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO