Simões Filho: Mãe não consegue vacinar filha de 4 meses e reclama de atendimento em Posto de Saúde

.

Autor: Redação

Publicada em


Um dos maiores temores dos recém-pais tem nome: calendário de vacinas obrigatórias. Mas para além das agulhas, outro fator que tira — literalmente  — o sono dos pais é quando não consegue o medicamento para o seu filho.

Esse é o caso de uma moradora do bairro KM-25, em Simões Filho, mãe de uma bebê de quatro meses. Ela vive um dilema em busca das vacinas Pentavalente, VORH, VIP e a Pneumocócica 10V na rede pública de saúde. Em todas as visitas ao Posto  de Saúde localizado dentro do Centro Social Marta Alencar, a genitora voltou para casa sem atendimento.

Revoltada, a jovem Ana Luísa Coutinho Santos, de 18 anos, procurou a reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE e contou como tem sido um sofrimento as tentativas de vacinar a pequena Heloísa Santos Silva, de apenas 4 meses de idade.

“Ontem (26/02) fui 9 horas da manhã vacinar minha filha e me falaram que não tinha mais ficha, que era pra eu voltar na parte da tarde. Foi o que fiz, voltei 12:30 e mandaram eu aguardar, pois era horário de almoço. Quando deu 13:00 horas, uma atendente me disse que faltou água. Eu já estava cansada de esperar e fui para casa com minha bebê”, contou.

“Hoje (27/02) acordei as 6 horas da manhã fui a unidade novamente, aguardei, e quando as 8:30 peguei a ficha de número 8. Quando deu 9 horas mandaram aguardar, pois só tinha somente um carro para entregar vacinas em toda região, aguardei, quando foi às 12 horas mandaram eu ir embora e informaram que o carro não ia chegar mais hoje”, completou ela bastante preocupada com a filha.

RESPOSTA DA PREFEITURA

SIMÕES FILHO ONLINE indagou a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho (PSFM), sobre a situação dessa mãe, e em nota, a pasta esclareceu que “a Prefeitura oferta gratuitamente em todas as unidades de saúde, vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), BCG, dT, DTP, DTPA, Febre Amarela, Hepatite B, HPV, meningite C, Penta, Rota Vírus, Pneumo, VIP, VOP, Tríplice Viral, Varicela, Sarampo, Tetra Valente, Hepatite A, VRH e Anti rábica”.

Ainda em nota, a prefeitura informa que “em 2017, foram ministradas cerca de 51.628 doses de vacinas e em 2018, 52.377. O que corresponde a uma média de 6.200 doses ao mês”.

A Prefeitura informa ainda que, o caso de Ana Luísa está sendo apurado, no objetivo de esclarecer a problemática e, se confirmado, medidas cabíveis serão adotadas.

Por fim a prefeitura salienta “que é um compromisso dessa administração pública a transparência e, principalmente, a iniciativa de ações que contribuam diretamente para o bem-estar da população”.

SAIBA MAIS: Simões Filho: Prefeito Dinha exonera Secretária Municipal de Saúde Maria Betânia

AS VACINAS

A vacina Pentavalente faz parte do Calendário Básico de Vacinação da Criança do Ministério da Saúde e imuniza o bebê contra: Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzaetipo b e a Hepatite B. Já vacina VIP protege contra a paralisia infantil. A vacina VORH protege contra a gastroenterite e a vacina Pneumocócica 10V protege contra doença invasiva pneumocócica, meningite, pneumonia e otite.