SIMÕES FILHO: “Minha fé e meu voto neste prefeito foi em vão”, desabafa Enfermeira – entenda

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Minha luta foi em vão por esta cidade, minha fé e meu voto neste prefeito foi em vão. Promessas de justiça e igualdade quebrados”, esse é apenas um pequeno trecho do desabafo de uma das candidatas que se inscreveu no Processo Seletivo da Prefeitura Municipal de Simões Filho.

A enfermeira Katia Leão demostrou seu sentimento de revolta e muita indignação ao ver o seu sonho de trabalhar na cidade descer pelo ralo por não ter apadrinhamento político. “Infelizmente minha indignação é grande e a tristeza bem maior. Fiquei muito decepcionada com tudo. Tinha certeza de estar entre as colocadas, pelo meu profissionalismo, experiência e competência, pois há muitos anos esperava pelo concurso sem apadrinhamento”, disse ela ao Simões Filho Online. 

“Fiquei horas na fila com minha pasta com um currículo muito bom, cheia de certificados e esperança. Eu não tinha dúvidas de que ficaria entre as classificadas, pois era o que se pedia no edital. Eu tenho 17 anos de formada e já trabalhei em vários hospitais de Salvador, mas em Simões Filho nunca tenho oportunidade porque não tenho apadrinhamento político“, completou.

Ainda durante seu desabafo, Katia disse que é preciso parar de transformar os processos seletivos em cabides de empregos. “Eu fui pra fora da cidade buscar experiência, estudar pra poder aplicar isso onde eu moro. Ai você recebe esse concurso com um resultado negativo no peito. Isso é muito triste. Tem que separar o que é política  e o que é funcionalismo público. Tem que se parar com esse cabides de empregos. Tem que valorizar a população dessa cidade. É aí que se começa criar bons vínculos, é aí que se começa a melhorar os serviços públicos”, ressaltou.

Veja na integra o desabafo de Katia abaixo:

Sou de Simões Filho há mais de 30 anos. Estudei muito durante anos para me qualificar, um grande sonho de trabalhar na cidade onde moro e ser útil. Tenho um currículo muito bom, cursos e aperfeiçoamentos que deixaria qualquer um de boca aberta sem contar a minha experiência profissional de anos, sou técnica em enfermagem há 17 anos e enfermeira a 8. Não tinha dúvidas de que seria chamada no (Processo Seletivo da Prefeitura), e pelo simples fato, e não menos importante, ser moradora da cidade, infelizmente minha indignação é grande e a tristeza bem maior.

Percebo que a injustiça prevalece, pessoas com muito menos experiencias e de outras cidades “talvez os escolhidos” estavam na lista (de aprovados) e outros sem nem participar da seleção já estão trabalhando. O mundo da enfermagem é pequeno e muitos se conhecem. Conheço algumas destas pessoas que estão trabalhando e outros sem experiências na lista dos aprovados. Minha luta foi em vão por esta cidade, minha fé e meu voto neste prefeito foi em vão. Promessas de justiça e igualdade quebrados.

Um gestor deve acompanhar de perto seus liderados, a corrupção é muito grande, pessoas desonestas podem deteriorar sua imagem e neste concurso estão fazendo isso.

Sentindo muita tristeza por isso!

 

Hoje olhei para meu currículo, para meus inúmeros certificados de qualificação e me perguntei: o que eles queriam a mais do que tenho aqui? Só este ano fiz mais de 60 cursos todos com certificado e estou matriculada em mais 11 programas de curso do UNASUS. Não é o bastante? E minhas experiências?

É. …… não tem valor para esta gestão, mas entendo quando as pessoas me dizem assim: — Procura o vereador tal, ou o vereador assim, ele colocou muita gente lá, todos saíram na lista. Ele é legal..!

Fico mais triste ainda porque vejo que toda minha qualificação e experiencia não tem valor. Na verdade nem preciso deles, apenas bastava conhecer um desses vereadores.

 


MINISTÉRIO PÚBLICO

Diante dos indícios de irregularidades no Processo Seletivo da Prefeitura Municipal de Simões Filho, denuncias já  foram feitas ao Ministério Público do Bahia, o que motivou a abertura de um Inquérito Civil Público, Contra a Prefeitura Municipal de Simões Filho e o Prefeito Diógenes Tolentino – Dinha (PMDB).

A promotora de Justiça Lara Ferrari Fonseca, da 4ª Promotoria de Justiça de Simões Filho, acionou o prefeito e recomendou em caráter de urgência a suspensão integral do Processo Seletivo Simplificado, 001/2017, que teve seu resultado final divulgado no último dia 15 de agosto.

O MP tem como fundamento as notícias de fato que lastrearam a instauração do Inquérito Civil nº 04/2017, que evidenciam possíveis irregularidades que comprometem a validade e a lisura do processo seletivo promovido pelo Município no âmbito das Secretarias de Saúde e Educação para preenchimento de diversas vagas em cargos que vão desde professores a médicos. Saiba mais detalhes sobre Inquérito do MP.