SIMÕES FILHO: Mulher leva filhos para brincar na Praça da Bíblia e é assaltada – “pensei que aqui era seguro”

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Marido ainda foi atrás do Bandido. O crime aconteceu por volta das 19h30 | Fotos: Simões Filho Online

A Dona de Casa Maria Elizandra, 35 anos e o Técnico de Eletromecânica, George, não medem esforços para que seus filhos tenham o seu momento de lazer em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Sempre que podem, ela e o marido levam as crianças para brincar de bicicleta na Praça da Bíblia, localizada na região central da cidade. O que o casal não esperava, é que seriam assaltados. “Não esperava que isso fosse acontecer aqui”.

A ação do assaltante aconteceu por volta das 19h30, momento em que a nossa equipe de reportagem passava na Praça da Bíblia e conversou com as vítimas.

“Simplesmente fui levar minha filha para fazer xixi aqui no lado da biblioteca, próximo ao monumento da Bíblia, pois aqui na Praça, infelizmente, não tem banheiro. Coloquei ela pra fazer xixi e tinha pessoas próximas, foi aí que veio um individuo, puxou meu braço e disse: — Cadê o celular? Cadê o celular? Ele tomou meu aparelho e fugiu – eu comecei a gritar”, conta Maria Elizandra.

Ainda conforme informações da vítima, o assaltante fugiu correndo sentido Igreja Universal. O marido da vítima, George, pegou a bicicleta do filho e ainda tentou alcançar o bandido. Uma atitude corajosa, porém arriscada. “Ainda fui atrás dele de bicicleta, mas não conseguir pegar – pedalei até a Pão San e não encontrei o bandido. A gente vem se divertir, um dia de lazer, um sábado a noite, trazer nossos filhos para brincar de bicicleta na Praça, lugar que a gente acha que é seguro e infelizmente não é”, desabafa ele.

“Pensei que aqui era seguro”, disse a vítima.

O casal conta que não registrou o boletim de ocorrência na 22ª Delegacia Territorial, nem acionou a Polícia Militar.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO

Importância do B.O.

Em Simões Filho, a população, muitas vezes, não vai à delegacia registrar o crime – um erro cometido pelas vítimas. Pois, o Boletim de Ocorrência (B.O.) é um documento oficial utilizado pelos órgãos das Polícias Civil, Federal e Militar para fazer o registro da notícia do crime. A partir de tal documento, pode ser instaurado inquérito policial para apuração criminal – ou investigação – do crime noticiado. Então, é extremamente importante que as pessoas registrem qualquer crime, porque isso gera estatística de ocorrência e é baseado nessa estatística que a Polícia pode direcionar a forma e local de policiamento.

Pais levaram as crianças para brincar de bicicleta na Praça da Bíblia