Simões Filho: Parlamento municipal recebe o “Título de Pior Câmara”, de acordo com o vereador Eri – Entenda

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Reprodução CMSF

Os ânimos voltaram a se elevar durante a sessão ordinária desta terça-feira (13/11) na Câmara Municipal de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e o comentário de um vereador acabou gerando um certo desconforto entre os nobres colegas.

Em uma breve avaliação sobre os trabalhos do parlamento simõesfilhense, durante a discussão da ata da semana anterior, o vereador Eri Costa revelou que muitas vezes ouve críticas sobre a postura dos parlamentares durante seus pronunciamentos na tribuna e que infelizmente, a imagem dos vereadores lá fora não é das melhores.

“Eu observei colegas e, aí eu quero chamar a atenção e dou a mão a palmatória desta Casa, até porque sou membro, como todos aqui, mas a gente precisa, às vezes ouvir qual é a ressonância da nossa postura aqui nesta Casa, sobretudo quando chegamos nesta tribuna. A gente, ás vezes pedi para estender o horário da sessão, mas muitas vezes, e eu me incluo, discutindo as mesmas coisas, repetindo as mesmas falas e me desculpem, falando muitas bobagens também”, afirmou o edil.

Eri comentou que, se a critica fosse direcionada apenas para alguns vereadores, ele não se sentiria ofendido, mas quando envolve o parlamento como um todo, ele “se sente a vontade em pedir aos colegas bom senso ao pegar o microfone, a controlar suas emoções, a não achar que sua demora na tribuna vai lhe render algo positivo para a sua imagem e que sejam todos objetivos no que falarem naquela Casa”.

O vereador também revelou que tem sido atribuído o “Titulo de Pior Câmara” ao parlamento municipal. Segundo o vereador, “apesar da imagem do parlamento municipal não está bem”, todos “têm a oportunidade de mudar suas posturas e tentar ser mais inteligentes”.

Nervoso com a colocação de Eri, o vereador Everaldo (Vel) pediu a fala e de maneira direta afirmou que “se o colega não quer ouvir críticas, que desista do mandato e deixe sua vaga para um suplente”. No entanto, Eri voltou a se prenunciar dizendo a Vel que “não estava traduzindo o sentimento dele naquele momento e sim uma manifestação popular”. Contudo, concluiu que, “se Vel pegou a carapuça para si, então que fique com ela”.