Grupo marca manifestação contra aumento de tarifa de ônibus em Simões Filho

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


O grupo “Simões Filho contra o Aumento da passagem de ônibus” programou para esta segunda-feira (11), uma manifestação contra o aumento da tarifa do transporte. Segundo o grupo, a ideia da manifestação surgiu após a notícia do aumento da tarifa de ônibus em Simões Filho, cidade da região metropolitana de Salvador.

Foto: reprodução Facebook

A manifestação está marcada para 05:30 da manhã de segunda-feira (11), segundo eles, a concentração vai ocorrer no Largo do “Palácio da Construção” – Parque Continental. O inicio do ato está programado para começar em frente a garagem da Expresso Metropolitano.

Em seguida, o grupo promete uma caminhada até o Ministério Público para entrega de um ofício. Por último, os manifestantes vão se dirigir até a prefeitura municipal de Simões Filho – encerrando com um apitaço – exigindo a presença do prefeito da cidade, Eduardo Alencar (PSD), em audiência para entregar reivindicações. “Esse evento é uma forma de divulgação da nossa revolta pelo segundo aumento da passagem de ônibus da linha Expresso Metropolitano em menos de um ano, a falta de segurança e os cortes de linhas importantes para a locomoção entre Simões Filho e Salvador. Um abuso de poder sobre os nossos habitantes”[SIC]. Diz o anuncio do movimento no Facebook.

A manifestação foi articulada através de um grupo no Facebook. Até as 19h desta sexta (08), 261 pessoas tinham confirmado presença no ato. A expectativa dos organizadores é de que pelo menos 500 pessoas compareçam.

Ainda segundo a nota divulgada na rede social, os manifestantes reivindicam: “O valor universal da tarifa: R$ 3,30 (para todas as linhas); – Fim da integração do roteiro SimõesFilho x Lapa/Barra (voltar a ser separadas); – Ampliação das linhas de ônibus (principalmente Paralela, Góes Calmon, Mapele, entre outras que possuem as menores frotas); – Domingo ser meia passagem (para todos os passageiros); – Cartão Integrado para estudantes (tanto Expresso quanto Cootasf a serem utilizados em um mesmo cartão)”[SIC]. Conforme nota.

“Sabemos que um movimento quando surge deve ser contínuo. Não será uma única paralisação que nos dará a visibilidade que buscamos. Queremos atenção voltada à população. Então, as manifestações serão consecutivas. Talvez não diariamente, mas talvez de dois em dois dias, ou de três em três. Todas com aviso prévio”. Informou a nota.

Os detalhes da manifestação, segundo o grupo, foram definidos em uma praça pública de Simões Filho. [Veja a nota na íntegra no final da matéria].

Aumento em Simões Filho

Os moradores de Simões Filho que utilizam os serviços da Expresso Metropolitano e antes pagavam R$ 3,70 até o Itaigara, agora terão que desembolsar R$ 4,00. Caso a viagem, que antes custava R$ 3,00, for até o bairro do Comercio (Terminal da França), sairá pela bagatela de R$ 3,30. Quem quiser viajar entre Simões Filho e Itapoã/Stela terá de pagar R$ 4.30. Os moradores da cidade afirmam que foram pegos de surpresa, já que o reajuste não foi anunciado. [Veja a tabela de preços completa]

Veja a nota sobre a manifestação na íntegra: Clique aqui e veja o link do evento no Facebook

Nota de Divulgação Facebook