Simões Filho: Prefeitura tem contrato milionário de iluminação, mas ruas continuam escuras

População continua reclamando de diversos locais com lampadas queimadas.

Autor: Redação

Publicada em


Entrada do Residencial Universitário 2, retrata a realidade dos bairros da cidade

Lâmpadas queimadas ou com mau contato deixando ruas escuras é uma cena comum nos bairros de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O fato causa transtornos e gera insegurança aos moradores.

Para quem não sabe, a iluminação pública é municipalizada em Simões Filho, portanto, se a lâmpada queimou ou se a população quer uma potência maior, é o município quem tem que fazer essa manutenção. A iluminação também está diretamente ligada à questão da segurança pública. Ficar na escuridão cria um clima de insegurança, pois favorece a ação de bandidos, além de ser perigoso para a locomoção de pessoas e veículos, já que facilita a ocorrência de acidentes.

Em Simões Filho, o problema das ruas escuras é sentido em diversos bairro periféricos da cidade. No conjunto residencial Parque Universitário II, no bairro Vida Nova, por exemplo, a situação é bastante crítica. Segundo a comunidade, a entrada do condomínio está totalmente às escuras e a quadra poliesportiva, no breu. Moradores relatam que a noite ninguém sai de casa, exceto, em casos de trabalho ou extrema necessidade. [Veja vídeo no final da matéria]

No bairro Santo Antonio Rio das Pedras a situação é parecida. A comunidade sofre com trechos escuros e clama por providências urgentes.

Ilha de São João também é outra comunidade abandonada. Ruas escuras e lixo acumulados são os principais problemas no bairro. De acordo com a comunidade, são vários pontos sem iluminação, inclusive, “a Praça, a ladeira da Copa 1, ladeira da Copa 2, caminho 17, atrás nos blocos 16, largo da Copa 2,  escadas da Copa 1, refletores da quadra, rua principal na São Raimundo”, relacionou os moradores.

Escuridão no bairro Ilha de São João, em Simões Filho

Os casos apresentados acima são o retrato da maioria dos bairros de Simões Filho. Diariamente, o SIMÕES FILHO ONLINE recebe denúncias em que os moradores reivindicam a troca de lampadas queimadas em suas ruas.

Contrato milionário

O prefeito Diógenes Tolentino prometeu, durante a eleição de 2016, que Simões Filho seria transformada e teria até iluminação de LED na cidade. O tema também é pauta do plano de governo do atual gestor com a seguinte promessa: “Revisar e implantar Novo Plano de Iluminação Pública de Simões Filho, com foco em aumento dos níveis de segurança e conforto do cidadão, redução de custos e uso de tecnologia LED para melhoria no controle e gestão”, diz o plano de governo.

Na região central da cidade a iluminação a LED foi até implantada, mas com lâmpadas de péssima qualidade. De acordo com a população, elas queimam ou enfraquecem rapidamente. Tal situação também reacende a indignação da população com a iluminação publica do município.

Apesar de boa parte da população não ter conhecimento desta informação, a iluminação pública de Simões Filho foi terceirizada pelo atual gestor municipal. A empresa Avante Serviços de Transportes e Urbanismo LTDA-ME assumiu a responsabilidade ao assinar um contrato milionário com a prefeitura.

Esta empresa é especializada para execução de manutenção preventiva e corretiva, visando a correção de falhas apresentadas em pontos de iluminação pública nas vias e praças da cidade, com fornecimento total de materiais e mão de obra. O valor pago a empresa é de R$ 2.669,640,15 (dois milhões, seiscentos e sessenta e nove mil, seiscentos e quarenta reais e quinze centavos). A empresa deverá prestar o serviço por um ano. O contrato é válido de 06 de junho de 2018 à 05 de junho de 2019. Ou seja, já se passaram cinco meses de contrato e pouca coisa mudou nos bairros da cidade.

Contrato para manutenção da Iluminação

Na Câmara Municipal, apenas um vereador cobrou ao prefeito Dinha providencias para resolver o problema. O vereador Eri Costa (Dem), que pertence a base do gestor municipal, chegou a criticar a atual administração no que tange a iluminação pública. Na ocasião, Eri ressaltou que era necessário medidas urgentes.

“Queria também deixar uma critica para o prefeito da cidade, que melhore a iluminação que não tá boa. Senhor prefeito mesmo sendo da sua base venho aqui criticar, a iluminação da cidade precisa de um reparo urgente”, disse Eri na tribuna durante a Sessão Ordinária do dia 18 de agosto.

Outro lado

O SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho e solicitou informações acerca do contrato e o que tem sido feito para resolver o problema da Iluminação Pública no município. A reportagem também questionou se existe um prazo especifico para regularizar a situação e quais bairros já foram beneficiados.

Até a publicação desta matéria, a assessoria da prefeitura não respondeu aos questionamentos feitos pelo SIMÕES FILHO ONLINE e não ofereceu nenhum posicionamento.

Veja vídeo da população: