‘Arraia das Viúvas’ terá formato menor em 2015 – entenda

“Arraia das Viúvas” em Simões Filho, está ameaçado por causa da crise financeira que o país está enfrentado

Autor: Redação

Publicada em


O tradicional e popular “Arraia das Viúvas” em Simões Filho, está ameaçado por causa da crise financeira no Brasil

Considerada a maior festa de São Pedro da Região Metropolitana, o tradicional e popular “Arraia das Viúvas” em Simões Filho, está ameaçado por causa da crise financeira que o país está enfrentando. O evento pode não ter grandes atrações em 2015 e festa pode ser reduzida para dois dias ou até mesmo cancelada.

  • Simões Filho: Arraiá das Viúvas é cancelado

Informações dão conta de que a prefeitura teme ter que cancelar ou reduzir o São Pedro 2015 e nessas alturas estão apelando para que “um milagre” salve a festa. Entre as opções que a prefeitura tem para realizar e economizar no evento é a contratação de artistas regionais.

Secretário de Educação/Cultura

O atual Secretário de Educação, ainda responsável pela Secretaria de Cultura do município Jorge Sales, em entrevista ao Simões Filho Online, admitiu a dificuldade de se produzir o ‘Arraia das Viúvas’ em 2015, mas, garantiu que o evento vai acontecer – só que em formato menor do que em 2014.

Jorge falou ainda, que a grave crise econômica no Brasil está atingindo Simões Filho trazendo impacto significativo na arrecadação do município e que em virtude disso, esta estudando o melhor formato para reduzir os custos do evento.

“Nós não podemos no momento de crise que o país todo enfrenta fazer um evento nos mesmos moldes de outros anos aonde não havia nenhum problema. Estamos discutindo as formas de ter um novo formato para festa – precisamos ter um panorama exato para tomarmos uma decisão”. Concluiu Jorge Sales.

O Arraia das Viúvas

O ‘Arraia das Viúvas’ acontece tradicionalmente na Praça da Bíblia – centro da cidade – o evento já teve mais de 30 edições.

Segundo Apolinário da Hora, no livro “Água Comprida”, o São Pedro na cidade era comemorado com apresentação de quadrilhas tradicionais e ao som de sanfoneiros que tocavam a noite e visitavam as casas, escolhendo depois casas de famílias tradicionais para amanhecer o dia tocando, soltando fogos e saboreando comidas típicas.

A festa que era marcada pela fraternidade e hospitalidade dos moradores passou a ser um momento onde as viúvas mais antigas do município se reuniam em uma data especifica (o dia 29 de junho), e comemorava o dia do seu padroeiro. Por isso, o nome “Arraia das Viúvas”.