Simões Filho: Transporte público sucateado está com os dias contados – Prefeitura vai contratar nova empresa

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


A população de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), continua a enfrentar muitas dificuldades com o transporte público. Mas, ao que tudo indica, os usuários já podem começar a ficar mais tranquilos, já que está prevista a licitação para a definição da empresa que atuará no transporte local que liga os bairros da cidade. A informação foi confirmada pelo Secretário de Mobilidade Urbana de Simões Filho, Jackson Bonfim, em entrevista exclusiva ao Simões Filho Online.

Segundo Jackson, o Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros de Simões Filho se encontra, atualmente, irregular. No último dia 5 de janeiro, foi encerrado o prazo de um acordo firmado entre, Prefeitura de Simões Filho, Ministério Público – MP e a Cooperativa de Transporte de Simões Filho (COOTTASF). O TAC discutido em junho de 2014, permitia que a cooperativa continuasse operando o transporte alternativo na cidade, sob a condição de qualificar motoristas e cobradores, documentar todos veículos da frota, substituir os carros mais antigos por novos, além de diminuir o tempo de espera dos passageiros nos pontos, fato que não ocorreu.  “O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público (MP) está vencido desde o dia 5 de janeiro de 2017. Nós já procuramos o MP para atualizar o TAC e verificar de que forma devemos agir em relação ao transporte público municipal”, disse ao Simões Filho Online.

Bonfim ainda informou que um processo licitatório para escolher uma nova empresa para atuar no transporte público da cidade deve ser lançado. “Por determinação do prefeito e o Ministério Publico, vamos ter que fazer uma licitação para atender as linhas do transporte de passageiros do município”, revelou.

Para concluir, o secretário pontuou que o atual sistema de transporte não atende aos anseios da população no que diz repeito aos itens: segurança, conforto e pontualidade de horário. “Esse Sistema esta totalmente defasado – veículos rodando de portas abertas – com cobradores pendurados nas portas – todo o sistema está demostrando decadência. Precisamos recuperar a qualidade do transporte e a unica forma de recuperar o sistema é criando novas linhas, e ao mesmo tempo, fazendo a licitação para regulamentar todo o sistema”, afirmou.

O secretário ainda não definiu a data para a abertura do Edital de Licitação, mas informou que todas as empresas e cooperativas que estiverem qualificadas poderão participar do processo licitatório, desde que atendam as exigências.