Simões Filho vai ganhar 20 novas empresas e 2,4 mil novos postos de trabalho, diz Governo do Estado

.

Autor: Redação

Publicada em


A perspectiva de crescimento econômico da Região Metropolitana de Salvador (RMS), até 2023, é animadora. De acordo com o Governo do Estado, nos últimos 4 anos foram investidos R$ 4,2 bilhões na implantação de 64 empresas, com saldo de 7 mil empregos gerados. O governo prevê que os investimentos deverão dobrar nos próximos quatro anos.

Um balanço recente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia (SDE) aponta que 115 novas empresas devem se implantar, com R$ 10 bilhões em investimentos e possibilidade de gerar 15 mil novos postos de trabalho.

De acordo com os protocolos de intenções assinados com o governo do estado, os setores químico e petroquímico, eletricidade e gás, comércio e serviços, plásticos e borrachas serão os de maior destaque na geração de emprego na Região Metropolitana.

Destaques da RMS 

De acordo com o Governo do Estado, só em Simões Filho, foram implantadas 22 empresas, que movimentaram R$ 450 milhões nos últimos anos e geraram 2,3 mil empregos. A Coca Cola, por exemplo, criou 600 postos de trabalho, com investimentos de R$ 100 milhões. Já a Bomix Embalagens empregou 544 trabalhadores, com R$ 22 milhões investidos.

A perspectiva é de que 20 novas empresas sejam implantadas em Simões Filho, nos próximos anos, que trarão R$ 537 milhões em investimentos e ofertarão 2,4 mil novas vaga de trabalho. Dentre as empresas atraídas pelo Governo da Bahia está a Aratu Log Armazenagem, que deve criar 430 novos empregos diretos, segundo informou a SDE, ao SIMÕES FILHO ONLINE. A Aratu Log está ampliando a suas instalações no município.

Entre as empresas que deve ser implantadas estão o Grupo Prisma Empreendimentos, que está investindo o valor de R$ 10 milhões. O novo empreendimento está sendo construído em uma área de 46,2 mil metros quadrados, e compreende 11 lojas, praça de alimentação, posto de abastecimento e um pátio murado para abrigar 100 caminhões e vai oferecer serviços a todos que trafegam na CIA-Aeroporto, por onde circulam diariamente mais de 35 mil veículos leves e pesados.

Também está previsto a instalação do Atakarejo, Cone Aratu, entre outros empreendimentos.

SAIBA MAIS: Simões Filho: Kátia Oliveira emprega esposas de vereadores na ALBA

Já em Camaçari, o governo destacou que foram implantadas 27 empresas, de 2015 para cá, que juntas injetaram R$ 2,5 bilhões na economia baiana e geraram 4 mil postos de trabalho – a exemplo da Bridgestone, Boulevard Shopping Camaçari e Braskem. Recentemente, foi inaugurado no município o novo Centro de Distribuição do Atakarejo, responsável pela criação de 500 postos de trabalho, cujo investimento foi de R$ 20 milhões.

Ainda na cidade do Polo Petroquímico, a Flopam do Brasil Indústria Química investirá mais R$ 260 milhões na sua unidade e pretende gerar 163 empregos diretos, ainda neste semestre. Até 2023 serão mais 20 empreendimentos implantados, com perspectiva de empregar 3,6 mil pessoas.