Simões Filho: Vigilante é torturado e assassinado a tiros; Cunhado também foi executado ontem

Ele era cunhado do comerciante morto dentro de casa.

Autor: Redação

Publicada em


Corpo do vigilante estava forrado com um lençol branco, em meio ao mato

O corpo de um vigilante que estava desaparecido foi encontrado na manhã desta quinta-feira (27/12), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Segundo a Polícia Militar, Carlos Muniz Ramalho, de 38 anos, havia desaparecido desde quarta-feira (26/12), quando foi visto pela última vez.  A família informou que ele saiu de casa e não voltou mais.

Carlos era cunhado do comerciante Braz Valentim Santos Júnior, de 50 anos, morto no Interior de sua residência. Carlos trabalhava como vigilante do Centro Educacional Santo Antônio (CESA), das Obras Sociais Irmã Dulce, localizado na Avenida Elmo Serejo de Farias, próximo a rotatória do Centro da cidade.

Carlos foi encontrado morto, por moradores da região, com diversas perfurações provocadas por arma de fogo, no início da manhã de hoje, na comunidade do Otizeiro, no bairro Góes Calmon, próximo ao campo de futebol, após a Escola Municipal Maria Correia.

Em nota, a 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) informou recebeu informações a cerca do homicídio e enviou uma equipe ao local os trabalhos do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

A vítima foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Familiares de vítima estão esperando a liberação do corpo para realizar o sepultamento. Até o momento, ninguém sabe quem cometeu o crime.

O caso de Braz

O comerciante Braz Valentim Santos Júnior, de 50 anos foi assassinado com diversas facadas na região do pescoço na frente da família no inicio da manhã desta quarta-feira (26/12), em Goes Calmon. Homens encapuzados chegaram a residência, e bateram na porta do imóvel, onde estavam a vítima e a família. Ao perguntar quem seriam, o homem ouviu dos criminosos que poderia abrir a porta. Ao abrir a porta do imóvel Braz foi surpreendido pelos executores, que o abordaram e o executaram com diversas facadas. O caso está sendo investigado. SAIBA MAIS SOBRE O CASO

SAIBA MAIS: Simões Filho: Homens executam trabalhador na frente da mãe e avisam que vítima era “X9 da polícia”