Sindicato dos Rodoviários ameaça parar Simões Filho se o prefeito não tomar providências

Presidente disse que já ter enviado documentos para Semob

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Simões Filho Online

A licitação de transporte que foi autorizada pela Câmara Municipal de Simões Filho, durante a sessão do dia (6/3), e autoriza o poder executivo municipal a abrir licitação para o novo Sistema de Transporte Coletivo Urbano de passageiros de Simões Filho, tem sido motivo de apreensão para o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Rodoviário, Urbano, Fretamento, Turismo e Locadora (SINDROD), que representa os trabalhadores do transporte público das cidades da Região Metropolitana.

Segundo Daniel Ferreira, presidente do sindicato, existe uma preocupação referente a nova licitação, e também no que diz respeito ao número de trabalhadores que ficarão desempregados caso não sejam aproveitados pela empresa vencedora. Outro ponto, que também tem causado desconforto e vem sido questionado pelo sindicato é a questão da Rodoviária da cidade, que não oferece boas condições de trabalho ao rodoviários, principalmente, no que se refere a segurança do local.

Daniel afirmou ainda já ter enviado documentos para Secretaria de Mobilidade Urbana (SEMOB), para o Ministério Público e para a Prefeitura da cidade, para obter informações sobre a situação da licitação, pois é preciso que o SINDROP esteja envolvido durante todo o processo. “Caso não seja dado nenhuma resposta concreta por parte do prefeito da cidade e o mesmo não tome uma posição sobre o assunto, iremos realizar uma paralisação no transporte de Simões Filho”, garantiu Daniel.