Sobrevivente da tragédia com a Cavalo Marinho I é encontrada morta em casa

Autor: Redação

Publicada em


Foto: arquivo pessoal
Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho online

Pouco mais de um ano após a tragédia que deixou 19 pessoas mortas na Baía de Todos os Santos, uma das sobreviventes do naufrágio da lancha Cavalo Marinho I morreu nesta quarta-feira (19/9).

O corpo da mulher, identificada pelo prenome de Adailma, foi encontrado por familiares dentro da casa onde ela morava, em uma localidade conhecida como Alto das Pombas, no município de Itaparica. Segundo vizinhos, ela se tratava de uma depressão e estava sendo acompanhada por um psiquiatra do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Adailma ingeriu uma grande quantidade de remédios de uso controlado, o que teria causado sua morte. Informações iniciais dão conta de que a mulher teria deixado o filho na casa do pai antes de cometer o, aparente, suicídio. À época do acidente, a vítima lutou para sobreviver e, depois disso, passou a conviver com a síndrome de pânico.

O caso deixa familiares e amigos transtornados. Os moradores das regiões de Vera Cruz e Itaparica têm a dor das perdas pelo naufrágio aumentada com mais uma morte, possivelmente, relacionada ao acidente que enlutou a Bahia.