Tarifa de ônibus em Simões Filho fica mais cara; veja novo valor

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Ao todo, 84 linhas que circulam na região metropolitana tiveram aumento no valor da passagem. Foto: Simões Filho Online

Assim como os ônibus da capital baiana, os veículos que fazem o transporte coletivo na Região Metropolitana de Salvador (RMS), por sua vez, também tiveram aumento determinado pelo Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

As novas tarifas começaram a valer deste a última na terça-feira (2/01). O reajuste de 2,7% para os coletivos metropolitanos foi publicado nesta quarta-feira (3/01), no Diário Oficial do Estado.

VALORES

Ao todo, 84 linhas que circulam em Simões Filho, Camaçari, Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Candeias, Madre de Deus, São Sebastião do Passé e Mata de São João tiveram um acréscimo de R$ 0,10 no valor da passagem.

As linhas “Camaçari x Simões Filho” e “Simões Filho x Dias D’Ávila” passaram de R$ 3,10 para 3,20. Já quem utiliza as linhas “Simões Filho x Estação Mussurunga”; “Simões Filho x Terminal da França”; “Simões Filho x Terminal do Retiro” e “Mapele/Ilha de São João x Estação Retiro” passaram a pagar R$ 3,70.

 O deslocamento entre cidades como Camaçari e Dias D’Ávila também subiram e os passageiros pagam o valor de R$ 3,20.

O percentual estabelecido pela Agência Estadual de Regulação (Agerba) para o transporte metropolitano é o mesmo aplicado pela prefeitura de Salvador para os ônibus urbanos, assim como o estabelecido pelo governo do Estado para o metrô da capital baiana.

RECLAMAÇÕES

Mesmo com o aumento de apenas R$ 0,10, os usuários reclamam do serviço prestado pelas empresas concessionarias das linhas. Para eles, a precariedade do sistema de transporte coletivo não justifica o reajuste. “Não era pra aumentar nenhum centavo. A gente sofre todos os dias nesses coletivos”, desabafa a vendedora Kelly Silva.

A universitária Mariana Lima reclamou do aumento e também afirmou que a qualidade do transporte não justifica o aumento. “Todos os anos eles aumentam a passagem e a população não tem nenhum retorno. Estamos cansados disso”, comentou.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO