Técnica de Enfermagem morre em grave acidente de moto em Simões Filho; vítima deixa filha de 5 anos

Autor: Redação

Publicada em


A Técnica de Enfermagem Edilaine Araújo, de 26 anos, conhecida como “Nay”, morreu em um grave acidente envolvendo uma moto e um carro na Avenida Elmo Cerejo de Farias, no Centro de Simões Filho (BA), Região Metropolitana de Salvador (RMS). Uma amiga de Nay também ficou ferida. O acidente aconteceu por volta das 19 horas deste sábado (09/11), próximo a rotatória Irmã Dulce, mais precisamente em uma curva que dá acesso ao Bairro Ponto Parada.

Foi tudo muito rápido

De acordo com informações enviadas a reportagem, Nay estaria trabalhando na Praça da Bíblia, na festa de aniversário dos 58 anos de emancipação política de Simões Filho, quando resolveu ir até a sua casa no bairro Coroa da Lagoa, localizado a cerca de um quilometro do circuito da festa. O objetivo da Técnica de Enfermagem era buscar um material que teria esquecido. Mas essa informação ainda não foi confirmada pela família. Tudo que se sabe até o momento é que Nay e uma amiga, que não teve o nome revelado, subiram em uma motocicleta e seguiram para o destino.

Ao chegar na Avenida Elmo Cerejo de Farias, em frente ao Centro Comercial José Trindade de Oliveira, a moto das mulheres foi atingida por um carro. Com a violência da batida, Nay e sua amiga foram arremessadas ao chão.

Populares que passavam pelo local ficaram desesperados e rapidamente acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Equipes da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB) foram os primeiros a chegar no local do acidente, mas Nay sofreu um forte trauma na cabeça, o que fez perder muito sangue. Ela morreu na hora. Já a amiga, recebeu atendimento do Samu e foi encaminhada ao Hospital Municipal de Simões Filho (HMSF), onde continua internada realizando tratamento médico.

Já o motorista do carro fugiu do local após o acidente. Os policiais militares fizeram rastreamentos para localiza-lo, mas ele ainda não foi encontrado.

Morte de Nay provoca comoção

Nay deixa marido e uma filha de 5 anos. A morte dela causou forte comoção nas redes sociais. Amigos e familiares publicaram mensagens no perfil da jovem no Facebook.

“Você foi embora, amiga. Foi cedo demais! Partiu sem avisar e deixou meu coração com saudade. Não tem sido fácil superar, aliás não é fácil superar o que não pode ser superado. A saudade será eterna, assim como a esperança de nós voltarmos a se encontrar na eternidade. Descanse em paz”, postou um amigo na página.

Curva da Morte

O trecho da colisão é local recorrente de acidentes. Esta não é a primeira vez que uma pessoa morre no local. O último acidente com vítima fatal no mesmo trecho da morte de Nay ocorreu há 4 meses. Esse acidente aconteceu no dia 16 de junho deste ano. A vítima, Matheus Vinícius Santos, de 23 anos, pilotava uma motocicleta. Ele morava no Bairro Ponto Parada. Matheus deixou esposa e um filho pequeno.