Temporal deixa Rio de Janeiro em estágio de alerta máximo, causa mortes e estragos

Autor: Agência Brasil

Publicada em


Foto: Agência Brasil

As fortes chuvas que atingiram a cidade do Rio de Janeiro na noite desta quarta-feira (6/2) deixaram pelo menos três mortos. Em Guaratiba, na zona oeste, uma casa desabou, matando duas pessoas e deixando dois feridos. Já na comunidade da Rocinha, na zona sul, um deslizamento de terra matou uma pessoa.

Próximo dali, no morro do Vidigal, as chuvas provocaram deslizamentos de terra que atingiram dois ônibus na zona sul. Os veículos foram atingidos em dois pontos diferentes por terras e árvores, na Avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado.

Dentro de um dos ônibus, que foi esmagado por uma árvore e onde os bombeiros ainda não conseguiram entrar, acredita-se haver dois passageiros, de acordo com o prefeito Marcelo Crivella. Em outro ponto, a pista da ciclovia Tim Maia foi derrubada e caiu no mar.

Com os acidentes, a Avenida Niemeyer está completamente interditada. Desde a noite desta última quarta (6/2), o município está em estágio de crise, o mais grave de uma escala de três níveis.