Transexual é morta com mais de 15 tiros em Salvador

Ela foi alvejada com mais de 15 disparos de arma de fogo.

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Na manhã desta quarta-feira (15), a mulher transexual Camila Albuquerque foi assassinada na pista que liga a BR 324 ao bairro de Cajazeiras XI. Camilinha, como era conhecida, foi alvejada com mais de 15 disparos de arma de fogo.  O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em sua rede social, horas antes de morrer, Camila escreveu: Me rebaixar? Sentir ódio? Pra que? Mulher que sabe seu potencial deve se olhar no espelho todos os dias e dizer ” SOU MAIS EU ” ..”.

Nas redes sociais, porém, diversas mensagens já lamentavam e creditavam a identidade: a jovem trans Camila Albuquerque, de 20 anos, residente do bairro de Cajazeiras III como a possível vítima. Não demorou para seus pouco mais de 24.178 seguidores se pronunciarem:

“Uma garota jovem bonita acabar desse jeito,poderia ser o que quisesse na vida.
Meus sentimentos aos familiares e amigos!”

 “Meus pêsames aos familiares dela !”

 O próprio Facebook já lamentava a morte de Camila: “Em memória de Camila Albuquerque. Esperamos que as pessoas que amam Camila encontrem alento ao visitar seu perfil, para lembrar e celebrar sua vida“.