TRE-BA determina prazo para cadastramento biométrico obrigatório em Simões Filho

Mais de 60 mil eleitores serão biometrizados até fevereiro de 2019. 

Autor: Redação

Publicada em


O Tribunal Regional Eleitoral dará início ao 2º Ciclo da Biometria extraordinária na Bahia e com isso a cidade de Simões Filho foi incluída e passará a fazer o cadastramento obrigatório. O novo ciclo acontecerá a partir do próximo mês de novembro e será divido em quatro fases, sendo que a primeira envolverá 34 municípios das regiões Sul, Nordeste, Centro-Sul e Centro-Norte do estado, além de cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS), como Simões Filho, Dias D´Ávila, Candeias e Mata de São João.

Em Simões Filho, cerca de 18% dos eleitores que pertencem à 33ª zona do Tribunal Regional Eleitoral na Bahia (TRE), já compareceram para realizar o recadastramento biométrico, segundo levantamento feito pelo Simões Filho Online. O percentual corresponde a pouco mais de 13.564 mil eleitores simõesfilhenses biometrizados.

Porém, após as eleições de outubro, a biometria será obrigatória no município e cerca de 64 mil eleitores que ainda não fizeram o procedimento terão que comparecer  ao cartório eleitoral para exercer o direito ao voto nas eleições municipais de 2020.

O período de execução da primeira fase deste próximo ciclo foi estabelecido entre 5 de novembro de 2018 e 22 de fevereiro de 2019.

Os municípios participantes são: Simões Filho, Água Fria, Anguera, Aratuípe, Barra do Choça, Cachoeira, Candeias, Catu, Cravolândia, Dias D´Ávila, Glória, Irará, Itabuna, Itanagra, Itapé, Jaguaripe, Jussari, Lauro de Freitas, Maragogipe, Mata de São João, Nazaré, Paulo Afonso, Planalto, Salinas da Margarida, Santa Brígida, Santa Inês, Santanópolis, Santo Amaro, São Felix, Saubara, Serra Preta, Ouriçangas, Teixeira de Freitas e Ubaíra.

Conforme projeto do TRE baiano, o 2º Ciclo da Biometria pretende finalizar o recadastramento dos eleitores de todo o estado, sendo a conclusão da 4ª e última fase do ciclo prevista para 2021. A meta antecipa em um ano o prazo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para finalização da revisão biométrica em todo o país.