Tricolor goleia o Galícia e fica a um passo de vaga nas semifinais

Autor: Tarso Duarte // Galáticos Online

Publicada em


O Bahia confirmou o favoritismo frente ao Galícia, e goleou o rival no Clássico das cores, em partida disputada neste domingo (15) no estádio de Pituaçu, pelas quartas de final do Campeonato Baiano.

Sem piedade, o Esquadrão venceu por 5 a 0, contando com um gol do artilheiro da equipe, Kieza, aproveitando passe de Maxi em bela jogada do ataque ainda no primeiro tempo. Tiago Real, maestro do time, marcou duas vezes na segunda etapa, com Léo Gamalho e Titi completando o placar.

A vitória aumentou ainda mais a vantagem do Bahia para a decisão da vaga nas quartas de final, que será decidida em uma semana, quando no mando de campo do Bahia, a Fonte Nova. O tricolor pode perder por até cinco gols de diferença para avançar.

Bahia vai para cima no início

Aos cinco minutos Kieza quase abriu o placar em um bonito chute. O camisa 9 do Esquadrão recebeu na área e bateu de virada, mas o goleiro Duda fez boa defesa em dois tempos. Três minutos depois, Souza arriscou de fora da área e quase surpreendeu o goleiro galiciano.

O jovem Patric mostrou serviço aos 9 minutos, e fez belo cruzamento para Kieza, que cabeceou firme, sem chances para o arqueiro, mas a bola explodiu na trave.

Depois da pressão inicial, o jogo esfriou e o Bahia só chegou com perigo novamente para abrir o placar. Em jogada bem trabalhada pelo ataque tricolor, Maxi passou para Kieza, que dominou e bateu forte de perna esquerda para vencer Dida: Bahia 1 a 0.

Bem na partida, Maxi quase ampliou sete minutos depois, quando arrancou com a bola dominada e bateu forte de fora da área, mas ela foi para fora.

Acuado, o Galícia teve a chance de empatar aos 30 minutos em uma cobrança de escanteio. Após cruzamento da esquerda, Rafael subiu mais que a zaga e conseguiu tirar de Jeanzinho, com a bola passando perto do gol.

Já no final da primeira etapa, uma jogada de Tony quase resultou em gol. O lateral foi até a linha de fundo e cruzou forte, tentando Tiago Real, mas a zaga chegou tirando.

Segundo tempo

A exemplo do que aconteceu no início do jogo, o Bahia voltou do intervalo pressionando. Logo aos 3 minutos, o volante Sou bateu firme de fora da área, e só não ampliou por que Dida espalmou para escanteio.

Pouco depois, o objetivo foi alcançado, com Tiago Real aproveitando cobrança de escanteio. O maestro tricolor chutou de fora da área e contou com um desvio na zaga para enganar o goleiro Dida: Bahia 2 a 0.

10 minutos mais tarde, o mesmo Tiago Real mostrou categoria ao pegar mais uma sobra, passar pelo adversário e bater colocado para decretar: Bahia 3 a 0.

Mortal no contra-ataque, o Bahia se aproveitou de um desses contra-golpes para ampliar o placar e ficar com a tarefa ainda mais fácil em Pituaçu. Léo Gamalho saiu na cara do gol e foi derrubado dentro da área por Jonathan, que foi expulso no lance. Na cobrança, o Ibra do Nordeste bateu com categoria, deslocando Dida: Esquadrão 4 a 0.

Com o placar elástico, o tricolor passou a administrar a partida, e chegou a ter mais uma chance, com Tony, que esteve perto de fazer o quinto gol do time comandado por Sérgio Soares, mas Dida salvou o Demolidor de Campeões.

Nos acréscimos, no entanto, Titi completou o placar aproveitando cobrança de escanteio feita por Bruno Paulista. O xerife tricolor cabeceou bem para fazer: Bahia 5 a 0.

Ficha Técnica

Galícia 0 x 5 Bahia
Campeonato Baiano – quartas de finais (ida)
Local: Pituaçu, às 16h
Arbitragem: Diego Pombo Lopez, auxiliado por Jucimar dos Santos Dias e Carlos Eduardo Bregalda.
Cartões vermelhos: Jonathan (Galícia)
Gols: Kieza, Tiago Real, duas vezes, Léo Gamalho e Titi (Bahia)

Galícia: Dida, Maxwell, Rafael, Glauber e Jonathan; Gustavo (Thiago Saraçol), Rodrigo Menezes e Rodolfo; Danilinho, Filipe (Mário Luiz) e Eder (João Luís). Técnico: Luciano Silva.

Bahia: Jean, Tony, Titi, Robson e Patric; Souza (Bruno Paulista), Wilson Pittoni e Thiago Real; Maxi Biancucchi (Willians Santana), Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto). Técnico: Sérgio Soares.