Universitário acusado de tentar matar namorada grávida na Região Metropolitana é solto pela justiça

O jovem que é estudante de engenharia mecânica disse que está arrependido.

Autor: Camaçari Notícias

Publicada em


Caique foi solto sob alegação de insanidade mental (Foto: Reprodução)

Caique Dantas Arouca, de 20 anos, acusado de tentar assassinar a namorada grávida a pauladas em novembro de 2015, foi solto pela justiça neste domingo (20). De acordo com informações, o juiz Ricardo Dias de Medeiros Netto concedeu o relaxamento da prisão ao jovem sob o argumento de ‘incidente de insanidade mental’.

Na liminar, o juiz determina que Caique não deverá se aproximar da vítima e nem da família, permanecendo numa distância mínima de 500 metros, não poderá se ausentar da comarca sem autorização judicial, deverá se recolher ao seu domicílio de segunda a sexta a partir das 18h e o dia todo em dias de folga e finais de semana, além de dever comparecer mensalmente ao juizado. O descumprimento de qualquer uma dessas condicionantes acarretará na sua prisão imediata.

Relembre o caso

Segundo as investigações, após descobrir a gravidez da companheira, Caique planejou a morte da jovem Emily Caroline dos Santos Silva, na época com 18 anos, em Jauá, município de Camaçari, na RMS (região metropolitana de Salvador).  Ela teria sido raptada e dopada. Em seguida, o estudante de Engenharia Mecânica a colocou em um saco plástico e começou às agressões. Já desacordada, a menina foi abandonada em um terreno baldio em Jauá. No entanto, a vítima conseguiu sair do saco e rastejou até uma rodovia para pedir ajuda.

Emily, que na época estava no segundo mês de gestação, foi socorrida por policiais da 59ª CIPM e encaminhada para o Hospital Menandro de Farias, onde permaneceu internada durante uma semana. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), o bebê não sofreu lesões. Caique foi preso em flagrante.