Vidas em risco: Falta medicamentos na Rede Pública de Saúde em Simões Filho

Autor: Redação

Publicada em



SERIE: “Saúde que eu tenho, saúde que eu quero em Simões Filho”


Uma série de medicamentos essenciais ao tratamento de pacientes, está em falta na Rede Pública de Saúde, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Esta não é a primeira vez que isto acontece. Foi assim durante todo o ano de 2017, onde a falta de medicamentos assolou o município. Este ano, o sofrimento continua e acaba por provocar aflições e estresse nos pacientes e em suas famílias, que sofrem por não saber se terão em mãos os remédios necessários à sua sobrevivência.

No município que tem a sexta maior economia da Bahia, diversas pessoas estão nesta agonia de desconhecerem se conseguirão a tempo e hora, as medicações que os mantêm vivos.

Além de flagrante desrespeito ao cidadão simõesfilhense e à lei maior do país, a Constituição Federal, que garante o direito à saúde, a falta de remédios configura um descaso da Prefeitura Municipal de Simões Filho com a população mais carente, que necessita do serviço público.

Segundo pacientes que procuram os postos de saúde, nem colírio para conjuntivite se consegue encontrar, muito menos remédios para que sofre, por exemplo, de doenças como diabetes, hipertensão, varizes, reumatismo nos ossos, entre outras.

Quem procura por atendimento odontológico nos postos também tem sofrido na pele com o descaso. Nas maioria das unidades de saúde estão faltando materiais odontológicos e medicamentos. “Não tem material odontológico nos postos. Tá difícil a situação”, disse uma funcionária que prefere não se identificar.

“Eu tive conjuntivite e não tinha nem Dexatametasona”, diz Ana Lima.

“Não se acha nada nas unidades de saúde, não tem medicação. Isso é um descaso para com a população de Simões Filho que paga os seus impostos em dias”, reclamou Alexandra Santos.

O desabastecimento de remédios vitais em Simões Filho é inaceitável e escandaloso, além de difícil compreensão.

NOTA DA PREFEITURA

O SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho, e o órgão afirmou que as licitações para compras de medicamentos já foram conclusas e os pedidos já foram formulados. Ainda segundo a assessoria, dentro do prazo de 10 dias as redes estarão devidamente abastecidas.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO