Vídeo: Mulher perde o controle do veículo e mata duas pessoas no Templo de Salomão

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Duas mulheres morreram e outras cinco pessoas ficaram feridas após um atropelamento no Templo de Salomão, considerado a sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus, localizado no Brás, na região central de São Paulo. O acidente aconteceu na tarde do domingo, 16, quando uma mulher teria perdido o controle do veículo enquanto manobrava na garagem do subsolo do edifício, avançando em direção a fiéis da igreja.

Imagens das câmeras de segurança mostram o momento em que um grupo de fiés esperavam na fila para entrar no templo e, de repente, é atropelado pelo veículo conduzido por Dilza Maria Chianca, 61 anos. Ela foi presa em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e lesão corporal culposa.

Iraci da Silva Fabri, 48 anos, que ficou presa entre o carro e a parede do estacionamento, era sargento reformada da Polícia Militar e chegou a ser socorrida para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu. A estudante Rosemeire Rodrigues Gunter, 39, morreu no local do acidente. Os outros feridos, entre eles uma criança de sete anos, foram socorridos para hospitais da região e estão fora de perigo.

De acordo com o G1, exames mostraram que a motorista não havia bebido antes do acidente. O carro ficou todo amassado e só parou quando bateu na parede. A motorista disse que o câmbio do carro apresentou problema técnico, o que teria provocado o acidente. O delegado que investiga o caso informou que irá pedir a perícia para saber se o carro apresentou defeitos.

Após depor, a motorista reclamou de dor na perna e foi levada ao Hospital do Tatuapé. Dilza passará por uma audiência nesta segunda onde será decidido se ela seguirá presa.

Em nota, a igreja informou que “as autoridades já periciaram – e liberaram – o local e estão investigando as circunstâncias que levaram a condutora a perder a direção quando manobrava seu veículo”.