Vitória arranca empate contra o Coritiba

Autor:

Publicada em


Foto: Coritiba FC

Uma bomba de fora da área, o desvio e o golaço. Lucas Cândido marcou pela primeira vez com o manto rubro-negro e garantiu ao Vitória o empate por 1 a 1 com o Coritiba (PR), na noite desta terça-feira (27), no Couto Pereira, pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Brasileiro da Série B.

O Leão chegou ao quinto jogo invicto, sob comando de Carlos Amadeu – dois triunfos e três empates – e volta a jogar sexta-feira (30) contra o Botafogo (SP), às 21h30, no Barradão. Com o resultado, chegou aos 20 pontos.

A equipe adversária abriu o placar aos 39 minutos do primeiro tempo e contou com a sorte: na cobrança de falta feita por Juan Alano, a bola desviou.

No segundo tempo, aos 20 minutos, a sorte mudou de lado: Lucas Cândido mandou uma bomba de fora da área, houve o desvio e o Vitória alcançou o empate.

Mesmo desfalcado, o Rubro-Negro fez um jogo, encarou um Couto Pereira com mais de 20 mil pessoas, e mostrou que está em ascensão na competição.

Entrevista

Um time brioso e que tem orgulho de representar a nação. É assim que Carlos Amadeu enxerga o Vitória atual e o treinador fez questão de enaltecer o grupo de atletas sob seu comando, após ganhar um ponto no duelo com o Coritiba (PR) nesta terça-feira, no Couto Pereira, em Curitiba (PR).

“O grupo está ganhando cara de time, que começa a ganhar entrosamento, personalidade. Sabe que o escudo do clube, a história do Vitória é grande e que não pode aceitar o que estava acontecendo, as derrotas com facilidade. Um time brioso, que tem orgulho de representar a nação e o que venha, não só dentro de casa, mas fora também, com o objetivo de vencer”, disse nas entrevistas após o jogo na noite fria desta terça na capital paranaense.

Conquistar os três pontos era o objetivo, mas o empate foi bem recebido pelo técnico. Amadeu destacou o poder de reação do time após sair atrás do placar e conseguir o empate.

“A gente fica muito contente com essa situação de o time ter esse poder de reação, um time que não conseguia fazer duas vitórias consecutivas. A gente conseguiu isso nos últimos cinco jogos. Em 13, 14 jogos, tínhamos levado 26 gols. Em cinco jogos, a gente tem apenas um gol tomado e quatro gols feitos. Isso é uma margem muito positiva, aproveitamento de quase 60% nos cinco jogos. Isso demonstra o poder de reação do grupo. Podíamos ter tido sorte melhor”, comenta.

Na próxima sexta-feira (30), o Vitória inicia o returno do Brasileiro, enfrentando o Botafogo de Ribeirão Preto (SP), à 21h30, no Barradão. Amadeu espera contar com apoio da torcida para o time rubro-negro começar vencendo. “Estamos num momento tenso. Precisamos de mais pontos, mas a gente também entende que momento é de crescimento. Alguns clubes agora estão vivendo um momento de decréscimo. Então podemos tirar proveito das duas situações”, analisa.

Amadeu terá de volta sexta-feira o volante Baraka e o meia Felipe Gedoz que cumpriram suspensão nesta terça. O zagueiro Everton Sena, com três cartões amarelos, ficará de fora do combate.

Quanto ao goleiro Martin Rodriguez, será avaliado pelo departamento médico. O uruguaio sofreu um corte de seis centímetros na face anterior do joelho esquerdo e o médico Marcelo Côrtes fez a sutura aplicando sete pontos.

Nesta quarta-feira (28), o time treina pela manhã no CAT Alfredo Gottardi , do Athletico Paranaense, e no início da tarde retorna para Salvador. O desembarque será às 18h30 e todos serão liberados no Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães. A reapresentação será no dia seguinte, às 8h, no CT Manoel Pontes Tanajura, para treino e concentração.